Representação sindical da categoria em território nacional, presente em todos os estados brasileiros por meio dos seus sindicatos estaduais filiados, de seus diretores regionais ou de comissões pró-sindicatos. Traz informação sobre sua estrutura e organização, memória, saúde e psicologia, documentos e entidades nacionais de psicologia (Veja o Estatuto).

Histórico da FENAPSI

Em novembro de 81 foi realizado o I Encontro Nacional das Entidades Sindicais de Psicólogos, em São Paulo, com a presença dos sindicatos de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul e das associações do Espírito Santo e Distrito Federal. Discutiu-se a questão do Imposto de Renda além de problemas relacionados com o mercado de trabalho.

O II Encontro foi realizado em Brasília, em abril de 82, quando ainda se estava em plena campanha visando ao reconhecimento do psicólogo pelo Imposto de Renda. Discutiram-se ainda questões da articulação com o movimento sindical nacional. Participaram as entidades de Minas Gerais, Ceará e Pernambuco, além das presentes ao encontro anterior, exceto a do Espírito Santo.

Ainda em 82, no mês de outubro, ocorreu o III Encontro, no Rio de Janeiro, onde se deu continuidade à discussão das questões do mercado de trabalho, dissídio, salário mínimo profissional e desemprego. Duas associações participaram pela primeira vez: Rio Grande do Norte e Alagoas.

Finalmente, o IV Encontro foi realizado em maio de 83, no Recife, enquanto o V Encontro foi realizado em junho de 84, em Brasília. Uma decisão importante assumida no IV Encontro foi a realização de encontros regionais, devido às dificuldades financeiras em se manterem Encontros Nacionais com a mesma freqüência anterior. Assim, as entidades foram divididas em 2 grupos, respeitando-se a proximidade geográfica, com a tarefa de realizarem encontros regionais.

Em Abril de 1985 se deliberou pela criação da FENAPSI.

Fundada em 23.11.1985.

A criação desta estrutura orgânica visava a troca de informações e a construção de Pautas Nacionais para a Psicologia.

Na criação da FENAPSI já foi definida a filiação a CUT- Central Única dos Trabalhadores a época recém fundada.

Na criação da FENAPSI ficou livre a possibilidade das entidades de base-sindicato se filiarem ou não na CUT.

Em 1988 com a nova Constituição Federal se introduz a cobrança da Contribuição Confederativa.

A partir do II Congresso em 1989 a FENAPSI passa a discutir a Organização por RAMOS de Produção.

Está discussão perpassa toda a história da Federação desde então oscilando num primeiro momento para o Ramo dos Profissionais Liberais e posteriormente se definindo para o Ramo da Seguridade Social.

Em 1991 ocorreram mudanças Estatutárias aprovando o modelo de Direção sem a figura de um Presidente questão que permanece até a atualidade e que deverá ser revista para adequação no novo Código Civil.

No IV Congresso em 1995 se acirra o debate sobre os objetivos da Federação e sua efetividade de ação.

No V Congresso em 1998 se retoma o debate sobre o Ramo da Seguridade sendo proposto que o FENAPSI se torne um Departamento da CNTSS-CUT, questão que não foi aprovada.

IX Congresso, 2009: 23 Estados presentes através de 145 delegados efetivos e 24 convidados. Maior Congresso sindical da Federação. Discutiu-se a conjuntura nacional: A Crise Econômica Mundial e suas conseqüências sobre os trabalhadores, o plano de lutas em cima de teses guias encaminhadas pelos sindicatos e movimentos pró-sindicatos, a Estrutura e Organização da entidade: modificação estatutária e ramo de atividade, filiações e eleição e posse da nova Direção.

Situação das entidades sindicais no Brasil

Atualmente, existem sindicatos de psicólogos nos Estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Acessos: 43

Endereço e Telefones

(31) 3295-2404
Rua Tomé de Souza, 860, sala 104, Funcionários
Belo Horizonte / Minas Gerais - CEP 30140-909
fenapsi@veloxmail.com.br

Search

Acesso Restrito